Quanto você investiria para gerar criatividade e inovação?

164418-quanto-voce-investiria-para-gerar-criatividade-e-inovacaoNo dia a dia, nos deparamos com uma série de problemas. Aquele cliente que está em vias de encerrar a parceria, o atraso na entrega do produto por conta do clima e, até mesmo, contratempos menores, como a queda na internet ou a ausência de um colaborador.

Obviamente, isso toma muito tempo da sua equipe e a tendência é que todos foquem na resolução das adversidades emergenciais. É natural. Segundo uma pesquisa da HBR, 90% dos gastos das empresas nos dias de hoje são focados apenas em manter as contas em dia.

Graças a isso, muitos vezes, negligenciamos dois dos mais importantes fatores para o crescimento de qualquer negócio: a criatividade e inovação. Ao longo prazo, são esses os responsáveis pela continuidade da empresa e, é claro, o desenvolvimento de todos os processos que constituem a organização.

Encontrar meios para aumentar vendas e, consequentemente, os lucros do negócio é o sonho de qualquer gestor. Por isso, neste artigo, você saberá como essas duas palavrinhas podem fazer toda a diferença quando falamos sobre a saúde financeira do seu empreendimento. Acompanhe o texto a seguir e confira!

Quais os benefícios gerados pela criatividade e inovação?

Lerry Granville, diretor de operações da DataRecover, explica que em sua empresa cada funcionário tem um budget mínimo de R$100,00 para aplicar novas ideias mensalmente. Todos. Desde os colaboradores da limpeza aos mais altos cargos.

É claro que investimentos mais altos podem acontecer em diferentes níveis, desde que beneficiem os processos. O importante é dar ouvidos às pessoas que fazem parte do cotidiano da organização, dando a oportunidade de revolucionar a área na qual trabalham e, possivelmente, identificar talentos.

Além disso, novas ferramentas, procedimentos, metodologias de trabalho e tipos de conhecimento podem vir à tona, otimizando o tempo e a utilização dos recursos disponíveis.

Essas ações são ainda mais valiosas quando falamos em setores que abraçam a tecnologia, como softwares e hardwares, indústria farmacêutica e marketing. Isso porque recursos inéditos surgem a todo instante, modificando a forma como as coisas são feitas.

Prender-se ao momento e deixar de lado o amanhã é um dos maiores erros cometidos por empresas na atualidade, o que pode culminar em estagnação. Tudo isso é refletido pelas tendências do consumidor contemporâneo, que exige adaptação contínua.

Como aplicar esses conceitos na minha empresa?

Como visto, o ideal é que haja um budget regular de investimentos para a criatividade e a inovação. Os resultados podem não surgir de um dia para o outro, mas certamente devem ser prioridade para quem almeja o crescimento mais adiante.

Obviamente, esse não deve ser um desenvolvimento desorganizado. Medir os efeitos das aplicações é uma prática necessária.

Tente isso: defina um orçamento mensal para empregar nesses elementos. Não apenas nas pessoas, mas em soluções tecnológicas, melhoria de processos e desenvolvimento de novas ideias.

Depois de alguns meses, reúna-se com a sua equipe e meça os resultados individualmente, lembrando sempre de considerar as finanças como prioridade. Como cada uma das mudanças impactou na lucratividade da empresa?

Dessa forma, você poderá observar os efeitos permanentes da criatividade e inovação e decidir se os dispêndios devem ou não ser ajustados.

 

Anúncios

5 Comments Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s